Os efeitos da amamentação na redução dos riscos de obesidade

34115D71-A44E-4F96-8E00-F6862DB0D450

A obesidade já é considerada uma epidemia global e vem afetando cada vez mais pessoas desde a infância até a vida adulta. Mas você sabia que o aleitamento materno ajuda a prevenir riscos de obesidade em bebês?

Segundo pesquisas realizadas na Universidade de Munique, na Alemanha e coordenados pelo pediatra alemão Berthold Koletzko o leite materno torna possível a diminuição de 20% a 25% no risco de excesso de peso durante a vida do bebê, desde a infância até a fase adulta. Um dos motivos pelos quais isso seria possível teria relação com a alimentação oscilante ao longo do dia que favorece a autorregulação do apetite e, consequentemente, o desenvolvimento do mecanismo de saciedade.

Outro motivo para isso também está no fato das fórmulas prontas possuírem índices de proteína extremamente altos (chegando até a 5 vezes mais que os do leite materno), o que por sua vez alteraria a autorregulação do consumo de energia nos primeiros anos de vida.

Por isso, a indicação é sempre que o aleitamento materno seja realizado pelo menos até os 6 meses de vida do bebê, podendo então seguir para uma dieta balanceada e complementar de alimentos mais sólidos como papinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *