Os Malefícios de Permanecer Muito Tempo Sentado e Como Contorná-los

Com a adaptação do home office e mais tempo em casa, acabamos passando a maior parte do dia em frente ao computador. Além dos problemas de visão que a exposição prolongada às telas digitais podem desencadear, a coluna é quem mais sofre as consequências dessa nova rotina.

O encurtamento muscular e os estresses gerados na musculatura podem aumentar o risco de lesões e dores localizadas, causando inclusive um desajuste na coluna e gerando problema de comunicação entre a coluna vertebral e o sistema nervoso. Isso significa consequências na respiração, batimentos cardíacos e até mesmo na digestão. Ou seja, é possível desenvolver problemas gástricos a partir desse novo mal hábito.

Segundo o PhD em Neuroanatomia e fisioterapeuta, Mário Sabha, os problemas gerados pela má postura e muito tempo sentado podem incluir até mesmo alterações hormonais.

A melhor forma de evitar esse tipo de situação é dando pausas esporádicas entre as sessões no computador e buscando incluir atividades físicas (como caminhada e corrida) e alongamentos na rotina, mesmo que minimamente.

Também é importante ficar atento a quando o problema está se tornando pior e necessita de ajuda médica. Por isso, o cuidado e atenção precisam ser diários.

5 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Cirurgia Bariátrica

A cirurgia bariátrica é um sonho de muitas pessoas que batalham diariamente contra a obesidade, diabetes, pressão alta, entre outros. Se você também sonha com esse procedimento, precisa antes saber alguns pontos principais sobre essa cirurgia.

1. Existem três tipos básicos
São elas, restritivas, mistas e disabsortivas. Restritivas são as que diminuem o tamanho do estômago(como a Banda Gástrica Ajustável ou Sleeve). Nas mistas há a redução do estômago e o desvio do trânsito intestinal. Dentro dessa categoria, temos as restritivas (como derivação Gástrica com ou sem anel) e as disabsortivas (derivações bileopancreátivas).

2. Pra quem é indicada?
Para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m² que tenham complicações como apneia do sono, diabetes, problemas articulares, entre outros. Também pode ser indicada para pacientes com IMC maior que 40 Kg/m² que não tenham obtido sucesso na perda de peso após dois anos de tratamento clínico com medicação.

3. Antes de realizar a cirurgia:
O paciente é submetido a uma avaliação clínica que inclui dosagens da glicemia, lipídeos e outras dosagens sanguíneas, avaliação cardíaca e pulmonar. A avaliação psicológica também faz parte dos procedimentos pré-operatórios.

4. Mulheres que desejam engravidar:
Mulheres que realizam a bariátrica precisam aguardar pelo menos de 15 a 18 meses para engravidar.

5. Ela pode salvar sua vida
A cirurgia bariátrica pode ser o caminho para uma vida mais saudável, longa e feliz de quem está sofrendo com a obesidade.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o blog do Dr. De Carli para receber mais!