Entenda mais sobre proteínas

Existem muitos alimentos fontes de proteínas. Olha só alguns exemplos:

Fontes de proteína animal:

  • Carnes em geral, peixes, ovos, queijo, leite

Fontes proteína vegetal:

  • Feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, quinoa, soja

 

Mas afinal, por que as proteínas são tão importantes?

As proteínas possuem diversas funções importantes para nosso organismo. Conheça algumas:

– Exercem função de defesa, produzindo os chamados anticorpos.

– Exercem função hormonal: muitos hormônios do nosso organismo são de natureza proteica, como por exemplo, a insulina.

– Exercem função de transporte: como, por exemplo, a hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio no sangue.

 – São os instrumentos através dos quais é expressa a informação genética;

Exercem função estrutural: estrutura dos tecidos, como por exemplo, a queratina e o colágeno.

– Exercem função enzimática: toda enzima é uma proteína. As enzimas são fundamentais como moléculas aceleradoras das reações biológicas.

 Não é à toa que o nome proteína vem do grego ‘‘proteios’’ que significa “de importância primária”.

A importância de uma equipe multidisciplinar para a cirurgia bariátrica

A obesidade é uma doença crônica provocada por vários fatores: genéticos, ambientais e psicológicos, entre outros e, por se tratar de uma doença crônica e progressiva, o paciente obeso deve ser tratado pelo resto da vida.

Ao se submeter a um procedimento bariátrico, o paciente deve ter assistência de uma equipe multidisciplinar composta por vários profissionais da saúde, os quais auxiliarão nas mudanças comportamentais.
É preciso estar preparado para seguir corretamente as orientações passadas pelos especialistas e mudar de estilo de vida. A equipe multidisciplinar propõe a inter-relação entre os profissionais da saúde, oferecendo um atendimento mais personalizado ao paciente, sendo abordagem mais ampla com resultados mais efetivos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, a equipe multidisciplinar deve ter profissionais habilitados ou com conhecimentos suficientes para o atendimento do paciente com obesidade mórbida, nas áreas de cirurgia bariátrica, endocrinologia, clínica, nutrição, psiquiatria ou psicologia, anestesista, enfermagem e eventualmente outros especialistas.

O cirurgião será o profissional capacitado a auxiliar na escolha da técnica cirúrgica, enquanto o médico clínico atenderá as comorbidades do paciente. O nutricionista será responsável pelas prescrições das dietas específicas em cada fase do pré e pós-operatórios, bem como orientações de mudanças alimentares e estilo de vida. O psiquiatra e psicólogo trarão, junto ao paciente, as mudanças comportamentais que estão relacionadas aos hábitos alimentares e estilo de vida inadequados, os quais levaram a obesidade. Com a orientação de cada profissional, o paciente terá um atendimento amplo, muito mais sustentável e específico, tendo excelentes resultados.

4 mitos sobre a obesidade.

“Se quer perder peso, tudo que você precisa é uma alimentação saudável e exercícios físicos”

Quem nunca ouviu essa frase antes? Existem diversos mitos que cercam a vida de pacientes obesos e que podem causar danos na autoestima e desmotivar a realização da cirurgia bariátrica. Mas a obesidade é uma doença multifatorial e nem sempre está associada a uma visão tão simples.

MITO: A obesidade ocorre quando se consome mais calorias do que se gasta
VERDADE: Nem sempre a obesidade está diretamente relacionada com as calorias consumidas. Muitas vezes, fatores genéticos estão muito mais ligados ao ganho rápido e excessivo de peso.

MITO: Obesidade é uma escolha de quem não possui autocontrole
VERDADE: A obesidade é multifatorial e não envolve questões apenas emocionais, mas sim questões fisiológicas e genéticas.

MITO: Para não ser mais obeso, você só precisa comer menos e praticar exercícios
VERDADE: Para pessoas com obesidade mórbida ligada à doenças que podem trazer sérios riscos à saúde, atitudes como a diminuição de calorias e exercícios são benéficas, mas somente a longo prazo. Em alguns casos, é necessária a intervenção cirúrgica.

MITO: É preciso ser realista e não ser tão ambicioso
VERDADE: Ser realista é importante, afinal, a obesidade não pode ser resolvida da noite para o dia. Porém, metas ambiciosas e objetivos a longo prazo são fundamentais para a saúde física e mental do paciente e colaboram para a perda de peso.

Ainda possui dúvidas sobre o assunto? Participe das nossas reuniões semanais via Google Meets com o Dr. De Carli para esclarecê-las!

Cirurgia Bariátrica: como funciona, pra quem é indicada, quais exames são necessários?

Muitos pacientes obesos convivem diariamente com dificuldades na rotina e o constante desejo pela cirurgia bariátrica. Mas, antes de tomar uma decisão definitiva, é preciso compreender a fundo como funciona o procedimento, quais são seus objetivos e para quem ele é realmente indicado.

O que é a Cirurgia Bariátrica?
Consiste em um procedimento cirúrgico com o objetivo da redução de peso e excesso de gordura corporal em pacientes com obesidade – que sofrem para realizar atividades simples do dia a dia ou que simplesmente estão insatisfeitos com o seu peso atual. O principal objetivo do procedimento é o controle do peso do paciente e de possíveis doenças ou comorbidades associadas a isso.

Quais são os tipos?
A cirurgia bariátrica se divide em três técnicas distintas, escolhidas com a ajuda do médico, de acordo com as necessidades específicas de cada paciente. São elas: Banda Gástrica, Bypass Gástrico, Gastrectomia Vertical (também conhecida como Sleeve) e Derivação Biliopancreática.

Existem exames necessários para a cirurgia?
Sim! São eles: endoscopia digestiva, ultrassom abdominal, exames de sangue, exame psicológico e outros possíveis exames que o seu médico achar necessário.

Existe a chance de engordar novamente?
Os riscos de recuperar o peso perdido na cirurgia existem. Por isso, é necessário seguir corretamente a dieta indicada pelo seu médico após a realização do procedimento e manter um estilo de vida mais saudável.

Ainda possui dúvidas sobre o assunto? Participe das nossas reuniões semanais via Google Meets com o Dr. De Carli para esclarecê-las!

Um alimento pode viciar? Entenda como isso pode estar sabotando seu emagrecimento.

Existem alimentos capazes de criar dependência? Confira o artigo abaixo e entenda um pouco mais sobre o famoso “vício em açúcar” que pode estar sabotando o seu emagrecimento.

Você já experienciou a sensação de “abstinência” gerada pela falta de algum alimento ou bebida que você consome diariamente e com frequência? Seja ele uma pizza, um doce, um suco ou uma bala? Você provavelmente também já falou ou ouviu alguém falar a frase “sou viciado em x comida”.

Os alimentos com grandes quantidades de sacarose podem sim gerar uma sensação imediata de prazer – causada pela dopamina (hormônio da recompensa) e setoronina (o que gera a sensação de bem-estar), porém, os componentes dos alimentos que gostamos muito não podem de fato causar uma dependência química.

Portanto, evite usar a “dependência” em alimentos como uma desculpa para evitar consumos incorretos ou excessivos! E ao invés disso, busque substituir essas comidas com outras opções similares, mas menos ricas em açúcar.

Obesidade e Covid-19: Como evitar complicações em caso de infecção?

Um dos principais pontos sobre o COVID-19 está relacionado ao alto risco que pacientes com doenças crônicas e sistemas imunológicos comprometidos podem enfrentar em caso de infecção. Mas como a obesidade está relacionada a tudo isso?

Você sabia que a obesidade é, na verdade, uma doença inflamatória (devido a inflamação do tecido adiposo)? E devido a isso, o sistema imunológico, que normalmente ajudaria a combater o COVID-19 e outras infecções, fica comprometido, dificultando a eliminação dos corpos estranhos no organismo.

Mas como posso evitar isso? Algumas dicas incluem:

• Consumo maior de água, sendo pelo menos 2 litros diários;
• Evitar o consumo de alimentos que podem potencializar a infecção, como açúcar e gorduras;
• Ingerir mais alimentos que são fontes de vitaminas, como as leguminosas e frutas;
• Movimentar-se o máximo possível dentro da rotina, para evitar a má circulação;
• Se preciso, reforçar a imunidade com complementos vitamínicos – mas, para isso, solicite a orientação do seu médico.

Ainda possui dúvidas sobre o assunto? Participe das nossas reuniões semanais via Google Meets com o Dr. De Carli para esclarecê-las!

Síndrome de Dumping: O que é? Como evitar?

Você já ouviu falar sobre Síndrome de Dumping?

Hoje trazemos algumas dúvidas e respostas rápidas sobre esse possível empecilho que pode ocorrer durante o pós-operatório da Cirurgia Bariátrica. Confira:

Como se desenvolve a Síndrome de Dumping?
Apesar de não ser tão comum, ela pode ocorrer após o procedimento de Cirurgia Bariátrica, como o ByPass, e se dá devido ao rápido esvaziamento do estômago para o intestino durante o consumo alimentar.

Apesar do nome sério, a Síndrome de Dumping não é um problema grave e sua resolução consiste em uma rotina alimentar mais saudável e algumas mudanças simples na dieta.

Quais são os sintomas?
Os sintomas iniciais incluem náuseas, tonturas e vômitos logo após as refeições. Também é possível sentir dores abdominais e cólicas.

Como posso evitá-la no meu pós-operatório?
A Síndrome pode ser evitada com alguns ajustes básicos na dieta do paciente – que serão informados e indicados pelo Dr. durante as consultas de pré e pós-operatório.

Algumas formas de se prevenir incluem:
– Reduzir a ingestão de açúcares e carboidratos;
– Fracionar grandes refeições em pequenas porções menores mais vezes ao dia;
– Não ingerir líquidos durante as refeições.

Para tirar mais dúvidas e entender melhor sobre o procedimento de Cirurgia Bariátrica você pode agendar sua consulta!

Para receber mais conteúdo do blog, salve o link nos favoritos do seu navegador!

Como incorporar as fibras na alimentação?

Você sabia que a recomendação diária de consumo de fibras varia entre 25g a 38g e grande parte das pessoas só consegue ingerir até 17g? As fibras são essenciais para evitar cãibras, mal estar e até mesmo combater o diabetes.

Confira abaixo como incorporá-las na sua alimentação diária:

Enriqueça a alimentação diária
Que tal adicionar algumas sementes de chia ou linhaça no seu almoço? Ambos alimentos contém fibras e se misturam facilmente a qualquer prato, tornando sua absorção mais fácil!

Empane proteínas com mix de sementes
Outro uso das sementes é para empanar frangos e peixes. Triture as sementes no liquidificador e use para empanar sua proteína. Além de alimentos com muita fibra, você terá uma refeição deliciosa e especial!

Aposte nos pães com grãos integrais
Se você é do tipo que costuma sempre comer uma fatia de pão no café, busque investir um pouco mais em opções integrais e com grãos (para isso, leia os rótulos e confirme se são de fato integrais!).

Beba suco de frutas com casca
O consumo da casca de frutas é extremamente benéfico para a saúde. Ao bater o suco no liquidificador, tente adicionar alguns pedaços da casca junto. O sabor será quase imperceptível e a bebida se tornará muito mais saudável.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o assunto, que tal incorporar as dicas na sua rotina?

4 Hábitos Alimentares para Emagrecer com Saúde

Quando decidimos perder peso, é comum recorrermos a formas rápidas e extremas para alcançar esse objetivo. Porém, as dietas restritivas podem prejudicar ainda mais o organismo e não proporcionar uma perda de peso como esperado.

Confira 4 hábitos alimentares para você emagrecer com saúde:

1. Não tenha medo de gorduras boas;
Muitas vezes, ao iniciar uma dieta, podemos recorrer a um corte total de gorduras e carboidratos. Evite os extremismos! Alimentos como azeite de oliva, abacate e chocolate amargo possuem nutrientes essenciais para a saúde e ainda ajudam na sensação de saciedade.

2. Atenção aos rótulos!
Um costume pouco adotado pela maioria dos brasileiros é o de parar e ler o rótulo dos produtos que estão consumindo. Alimentos com altos níveis de açúcar e sódio são prejudiciais para a saúde e colaboram para inchar o corpo. Por isso, fique atento!

3. Introduza legumes aos poucos;
Se você não está acostumado a comer grandes pratos de saladas ou legumes para as refeições, introduza-os aos poucos em pequena quantidade. Vai fazer um omelete para a janta? Que tal adicionar tomate e espinafre picado? A refeição ficará mais nutritiva e saudável.

4. Não esqueça das proteínas!
Frutas, verduras e legumes são alimentos ricos em nutrientes e vitaminas. Porém, uma dieta com falta de proteína pode causar fraqueza e aumentar ainda mais a fome durante o dia. Proteínas magras – como o frango e o peixe – são ótimas opções!

Gostou? Para receber mais conteúdo, salve o link do blog no seu navegador!

Possui alguma dúvida sobre o conteúdo do post? Entre em contato através dos nossos canais de atendimento.

Início de ano: dicas para um detox pós-festas de forma saudável e natural

Começou 2021! E após uma longa semana de festas de fim de ano – e os típicos exageros de comida/bebida – é hora de acalmar o seu organismo e desintoxicar seu corpo. Confira abaixo 4 dicas para realizar um detox de forma natural e saudável!

1. Hidrate-se!
A hidratação é o ponto fundamental para que seu corpo possa funcionar da melhor forma e eliminar as toxinas ingeridas através do excesso de comida ou álcool. Além disso, a própria chegada do verão também favorece o ressecamento da pele e desidratação – por isso, beba muita água.

2. Folhas verdes;
As folhas verdes – como couve, rúcula e agrião – possuem baixo índice calórico e alto índice de nutrientes que o nosso corpo necessita para se manter saudável e funcional. Busque adicionar pelo menos um tipo em cada refeição.

3. Movimente-se
O corpo também libera toxinas através do suor. Além disso, a prática de exercícios físicos (mesmo que leves ou moderados) colabora para a perda do excesso de gordura e diminui o risco de problemas cardíacos.

4. Evite o consumo de álcool e gorduras
Depois de uma semana com consumo elevado de comidas calóricas/gordurosas e álcool, o seu corpo irá precisar de algum tempo para poder se recuperar. Por isso, busque manter uma dieta saudável e leve, com saladas variadas, proteínas e sucos naturais.

Gostou? Para receber mais conteúdo, salve o link do blog no seu navegador!

Possui alguma dúvida sobre o conteúdo do post? Entre em contato através dos nossos canais de atendimento.